ENERGIA

BIOXYGEN

BIOXYGEN

O BiOXYGEN da SYSADVANCE utiliza a tecnologia PSA para produzir oxigénio a partir do ar por adsorção seletiva de N2 num material com seletividade molecular especial. Como resultado, apenas o O2 é injetado no processo biológico para redução de H2S evitando a diluição do biogás com contaminantes.

Um sistema especial de injeção de O2 desenvolvido pela SYSADVANCE que utiliza válvulas proporcionais injetando O2 em função de variáveis externas do processo, como o conteúdo de H2S no biogás bruto, fluxo bruto de biogás ou até mesmo uma combinação de ambos.

O custo de produção de oxigénio por Nm3 de biogás tratado é extremamente baixo, variando entre 0,0005€ e 0,0010€.

A SYSADVANCE oferece uma vasta gama de sistemas de injeção de O2 (PSA e VSA) que cobrem as necessidades das plantas de digestão anaeróbia com capacidades de produção entre 20 Nm3/h e 2000 Nm3/h de biogás bruto.

APLICAÇÕES

INJEÇÃO DE O2 NO TOPO DO DIGESTOR 

Redução para sulfato (H2SO4) através da injeção de O2 no topo do digestor (é necessária uma taxa de O2 correspondente a 1% do biogás);.

FORNECIMENTO DE O2 AO SCRUBBER BIOLÓGICO

Aproximadamente 1% de O2 é alimentado à coluna contendo os microrganismos imobilizados responsáveis pela degradação do H2S em sulfato de sódio (NaHSO4). O ácido sulfúrico é formado se a taxa de ar injetado for reduzida (também adequada para filtros de gotejamento).

INJEÇÃO DE O2 EM FILTROS DE CARVÃO ATIVADO

A adsorção de H2S em carvão ativado embebido num catalisador requer a presença de 0,5 – 1,0% de O2 na presença de humidade, de forma a oxidar o H2S em enxofre elementar que se liga à superfície adsorvente (também adequada para filtros de esponja de ferro).

VANTAGENS

• Independência de fornecedores externos e da flutuação do preço de mercado do oxigénio;

• Supressão das operações logísticas de reabastecimento de tanques criogénicos e de garrafas de alta pressão;

• Manutenção reduzida, unidades modulares e robustas;

• Baixo consumo de energia – <0,5 kWh/Nm3 @ 90% O2;

• Pureza O2 até 93% (ponto de orvalho < -50ºC @ 0 barg);

• Compressão até 8 barg disponível;

• Sensor de O2 e sinal de saída para controlo remoto;

• Montado em contentor ou skid para melhor mobilidade;

• VSA para fluxos maiores e menor consumo de energia.

TECNOLOGIA DE ADSORÇÃO

Os geradores de oxigénio incorporam conjuntos de colunas preenchidas com um crivo molecular. Sob pressão estas colunas retêm todos os compostos presentes no ar (Azoto, Dióxido de Carbono e Água), que se mantêm no crivo molecular durante a pressurização, com a exceção do Oxigénio. Este processo é conhecido como PSA (Pressure Swing Adsorption) ou VSA (Vacuum Swing Adsorption).

Um sistema modular permite a operação sincronizada de várias unidades paralelas, de forma a garantir um fluxo constante com a pureza exigida.

DESCARREGAR CATÁLOGO